Postagens

Sete dias

Imagem
Houve silêncio. Entre uma palavra e outra, curtos espaços. Suficientes para ela entender. Ela ouvia atentamente as palavras dele ao telefone. Com os olhos marejados e o coração desamparado, ela não podia acreditar. Sentara-se ao sofá sem forças e sem saber se conseguiria se levantar.
Enquanto escutava seu nome sendo chamado por aquela voz tão conhecida repetidas vezes, sentia seus pensamentos tão fortes e altos que não conseguia responder. Houve soluços. Houve dúvidas. Houve beliscões para ter certeza de que não era um sonho ruim. Não era. A realidade estava ali. Realmente, estava ali.
Com a voz embargada, assentiu com a cabeça e disse que entendeu. Desligou o telefone sem saber direito onde se segurar, sem saber o que faria dali para frente. Um peso caiu sobre seu corpo, sobre sua alma. Uma sombra pesada. Denis era seu melhor amigo e veio com a pior notícia.
Seu marido a segurou em seus braços. Vendo a palidez de seu rosto, ofereceu um copo de água. Água. Era só água, mas ela não cons…

Pare, pense e julgue menos!

Manter a aparência não é fácil. Ainda mais num mundo em que as pessoas julgam todos aqueles que respiram. É preciso se manter forte, não fraquejar, não dar brecha para que os outros palpitem sobre a sua vida. Mas não dá para ser assim o tempo todo, não é? Pessoas são pessoas. São humanos e fraquejam sim. Têm seus momentos difíceis e, nem sempre conseguem se manter fortes como os outros esperam que seja. O irônico é que, na mesma situação, pessoas são julgadas por aparentarem estar fortes.

Sabe qual o problema? É fácil determinar regras na vida do outro, mas por não estar na pele dele, não ter as mesmas vivências e, principalmente, não ter a mesma opinião, ninguém tem o direito de falar nada sobre ninguém. Cada um tem a sua rotina, uma vida que nem mesmo a própria sombra sabe como é. Afinal de contas, todos mantêm algum tipo de privacidade (assim espero) e não saem por aí contando o que fizeram a cada cinco segundos que passa. Ou saem?

Em tempos de mídias sociais, vidas expostas em ti…

Do que está guardado

Imagem
O que você guarda com você? Está engasgado na garganta, posso enxergar. Pequenas partículas de mágoas estão ali espalhadas e te fazem tossir sem parar, até cortar o ar, a circulação do rosto aumentar e lágrimas rolarem por isso.
Você diz que não é nada, mas só ao dizer isso sinto sua voz embargar, criando um nó nas palavras que você pronuncia. Você finge que não percebe, mas eu vejo. Sei que a mágoa é grande, e, o que você guarda não quer sair, mas por outro lado se impregna em sua garganta te fazendo mal, cortando sua voz e afetando seu poder de expressar o que sente.
Eu sei também que não é fácil. Falar, por vezes, pode ser muito mais doloroso do que um golpe certeiro no estômago. Ou quase isso. Mas sei que ficar engasgado não é nada legal.
Mas sabe de uma coisa? Não precisa ser de uma vez. Pode ser aos pouquinhos. Passo por passo a gente chega lá. Você sabe que a culpa não é sua. O ser humano é assim. Os ressentimentos, por vezes, são fortes em uns e outros, não. Se isso faz sentido p…

O perdão

Imagem
Ele merecia mesmo era um mar de palavras feias jogadas em cima dele, para descontar toda a raiva que ela teve nos últimos tempos. A raiva que a corroía por dentro, causava taquicardia e fortes dores de cabeça.

 Olhou muitas vezes o recado recebido. À primeira vista, não sabia quem era. Apagara o número do celular dele de sua lista... Quis apagá-lo de sua vida, principalmente. Ficou confusa com a mensagem e só então observou a foto no aplicativo.

Pensou em várias coisas para dizer. Quis cuspir na cara dele o quanto aquilo a atacou por dentro, quis xingar, quis bater. Mas ele não merecia nem isso, menos ainda uma resposta ou um olhar de compaixão. Não merecia o ar que respirava. Não merecia, acima de tudo, que ela ficasse daquele jeito por alguém que não significava nada para ela. Não mais.

De um jeito quase relutante, decidiu perdoá-lo. Primeiro da boca pra fora, só para mostrar que ela era maior do que aquilo, ainda que não fosse bem assim.

Ele a traiu do pior jeito que um ser humano…

Por um ano melhor!

Imagem
Depois de um ano (e mais um pouquinho) sem postar nada, vim tirar o pó e desejar um 2015 muito feliz!!


Sem brigas e sem discussões! Todos têm um espacinho no mundo, ainda que pequeno. Pequeno porque esse espaço somos nós que conquistamos. É um processo lento, mas gratificante. São palavras e gestos que nos ajudam a conquistar cada pedacinho!
A cada ano, temos aquela mania de fazer promessas pro ano seguinte. Eu mesma fiz muitas dessas. Escrevia vários itens num papelzinho bonito, com letra caprichada e deixava na minha carteira. Ali ficava até o ano seguinte. Não era surpresa perceber que o ano se acabou e das promessas, uma só – e olhe lá - tinha sido cumprida.
Parei com isso. Decidi que estabeleceria metas ao longo do ano e tentaria cumpri-las assim. Posso dizer com toda a certeza que isso tem funcionado muito mais, porque eu sei que se escrevê-las num papel, logo serão esquecidas até o ano seguinte. Mais do que listá-las, é preciso que exista força de vontade. E isso a gente adquir…

1999

1999. Foi o ano em que tudo aconteceu. Mariana estava com 21 anos, no auge de sua vida. Nunca estivera tão feliz! Seu namorado, Diego, tinha acabado de pedi-la em noivado. Nem seus pais sabiam da novidade ainda.
Ela, o namorado e os amigos pegaram uma semana de folga no fim do ano e decidiram viajar para o litoral. Era dia 31 de dezembro e eles alugaram uma casa na praia para comemorar o Ano Novo.
Saíram de madrugada. Na noite anterior, Mariana mal conseguiu dormir de ansiedade. Já começava a imaginar como seria os dias por lá.

Dos meus sonhos

Abri a janela do quarto
O sol entrou, o vento me tocou
Não muito longe teu olhar me esperava
Talvez não a mim...
O inevitável me convidava

Um gole no copo de bebida gelada